o que é telemedicina

A telemedicina é um processo avançado de análise de resultados de exames e diagnósticos. Esses exames e resultados são consultados e entregues de forma digital, dando apoio para a medicina tradicional. Ela é mundial, segura e legalizada.

Baseando-se no uso de tecnologias de informação, agregando qualidade, conectividade e velocidade nas informações dos exames realizados em pacientes, os médicos tem acesso imediato e podem tomar condutas com maior agilidade precisão pois através da telemedicina os especialistas podem acessar os exames de qualquer lugar do país, apenas com um tablet e acesso a internet.e um sistema apropriado e seguro de gerenciamento dessas informações e imagens.

No tocante a Medicina Ocupacional, a telemedicina já é uma ferramenta muito utilizada para o apoio ao diagnostico do médico local e para a agilidade na emissão do ASO (ATESTADO DE SAÚDE OCUPACIONAL), possibilitando melhorar a qualidade do serviço de saúde oferecido aos pacientes onde quer que eles estejam.

Quer descobrir o que é telemedicina e como ela funciona?

 

 

telemedicinaO que é telemedicina?

O termo telemedicina tem origem na palavra grega tele que significa distância e é a mesma usada para formar as palavras telefone, televisão, telessaúde, etc. Assim, a telemedicina abrange toda a prática médica realizada à distância, independente do instrumento utilizado para essa relação.

Com o avanço dos meios de comunicação, o contato entre o médico e o paciente, ou entre profissionais de saúde, se tornou mais simples e prático, permitindo que essa relação fosse possível por meio do telefone fixo, dos celulares, dos tablets, da internet, dos computadores, das vídeos conferências e até de robôs.

o que é telemedicina

 

 

 

Qual a importância da telemedicina?

A telemedicina é fundamental para que pessoas que moram em áreas remotas tenham acesso a serviços de saúde antes disponíveis apenas em grandes centros urbanos, assim como tenham a oportunidade de receber os cuidados oferecidos por profissionais de saúde especialistas que atuam em instituições de referência.

Além disso, a telemedicina também pode ser utilizada para a educação e o treinamento a distância, para a comunicação com pacientes em sua casa e até mesmo para a busca de uma segunda opinião médica em situações emergenciais.

Dessa forma, a telemedicina se apresenta como uma forma de transpor barreiras culturais, socioeconômicas e principalmente geográficas, para que todos os serviços e informações em saúde atinjam todas as populações e ofereçam recursos contínuos para a prevenção, o diagnóstico e o tratamento de doenças.

 

telemedicina no brasil

Como está a telemedicina no Brasil?

Uma pesquisa no banco de dados Medline demonstrou que 0,05% de todas as publicações no site entre janeiro de 1964 e junho de 2003 estavam relacionadas à telemedicina, mas infelizmente 97% dessas publicações ainda tinham origem de Israel, país que nasceu a telemedicina, ou Estados Unidos, Canadá e países da Europa.

Assim, a telemedicina no Brasil vem se consolidando, demonstrando um crescimento incrível nos últimos anos, com um esforço ativo para a promoção, a disseminação e o desenvolvimento de mais programas de assistência e cooperação remota em saúde.

Já é possível, por exemplo, contar com empresas que fornecem equipamentos para a realização de diversos exames – eletrocardiograma, espirometria, holter, monitorização ambulatorial da pressão arterial (MAPA), eletroencefalograma, acuidade visual, radiológicos – e, por meio da telemedicina e de uma equipe de médicos renomados, geram laudos para todo o país a qualquer hora do dia e da semana.

 

Qual a diferença entre a telemedicina, a cibermedicina e a telessaúde?

O termo “cibermedicina” se refere à medicina que utiliza computadores e o mundo cibernético – seja por intranet ou internet – para se comunicar. Assim, a cibermedicina é uma subárea da telemedicina, sendo uma das que mais cresceram nos últimos anos.

Já o termo telessaúde é usado para ampliar o conceito além da medicina, incluindo os cuidados prestados por outros profissionais da área.

 

telemedicina

Como funciona a telemedicina?

Três das principais frentes da telemedicina são a teleassistência, a teleducação e a emissão de laudos à distância. Com a teleassistência, o paciente é monitorado em seu próprio domicílio ou em um centro de saúde local por um médico ou qualquer outro profissional de saúde que se comunica com outros profissionais a distância. Para aumentar a eficiência do sistema e garantir uma investigação médica acurada, são utilizados diversos equipamentos que avaliam parâmetros clínicos e enviam esses dados, geralmente via internet, para os profissionais a distância, que podem então oferecer assistência no cuidado, como uma segunda opinião no diagnóstico ou no medicamento mais indicado, ou até mesmo orientações ao vivo sobre a realização de um procedimento. Dessa forma, na teleassistência o foco da comunicação é o paciente e o seu bem-estar essa modalidade é uma tendência mundial.

Já a teleducação tem como foco o profissional de saúde que está longe dos grandes centros, buscando capacitá-lo, atualizá-lo e prepará-lo para diversas situações da prática médica. Para atingir esse objetivo, a teleducação utiliza-se de vídeoconferências, aulas, palestras, e-learning e programas de reciclagem.

Por último, temos um dos ramos que mais cresce no território nacional: a emissão de laudos à distância. Por meio dessa tecnologia, o exame pode ser realizado em qualquer lugar e laudao por especialistas em dispositivos móveis conectados à internet. Dessa forma, é possível ter acesso instantâneo aos melhores médicos do país.

Além disso, a telemedicina pode ser utilizada para:

  • Consulta e troca de informações entre instituições de saúde;
  • Informação de resultados de exames laboratoriais e de imagens;
  • Discussão de casos clínicos, principalmente relacionados a doenças raras;
  • Cirurgia robótica;
  • Assistência a pacientes crônicos, gestantes de alto risco e idosos.

 

telemedicina vantagens

Quais as vantagens da telemedicina?

Para o paciente, há um maior acesso a especialistas e à medicina de alta ponta, aumentando a qualidade do serviço recebido, uma redução no tempo de deslocamento até o acesso ao serviço necessário, assim como um menor risco de infecções hospitalares.

Para o sistema de saúde, há uma descentralização da assistência, apesar da centralização de especialistas, expandindo a abrangência desse cuidado com redução dos custos, uma maior troca de informações entre os serviços de saúde, o que contribui para a integração de pesquisas clínicas, e uma redução na superlotação de hospitais.

Para os médicos e outros profissionais de saúde, há a chance de participar de programas educacionais de qualquer lugar do país e a possibilidade de contar com o apoio de outros colegas de profissão na hora de tomar decisões.

 

Como ocorre a regulação da telemedicina?

A telemedicina é regulada pelas regras da Associação Americana de telemedicina – American Telemedicine Association –, sendo reconhecida pelos conselhos de medicina e pelas leis brasileiras.

No país, as leis exigem que a empresa prestadora do serviço de Telemedicina tenha um médico responsável técnico e possua registro no conselho de medicina regional, como por exemplo, o CREMESP em São Paulo.

 

medicina tecnologia

A telemedicina vai substituir a medicina tradicional?

Muitas pessoas têm medo de que a telemedicina se torne a norma e que todos os serviços médicos passem a ser prestados à distância, sem qualquer contato direto com o paciente, o que poderia prejudicar a relação médico-paciente e mudar a medicina.

No entanto, a verdade é que a telemedicina não quer substituir a medicina tradicional e nem surgiu para fazer isso. A telemedicina busca apenas complementar a medicina tradicional e ajudá-la a superar os empecilhos criados pela distância física entre o médico e o paciente.

Ainda tem dúvidas sobre a telemedicina e como ela funciona no Brasil? É só deixar seu comentário que explicamos tudo!

  1. Ultimamente esta dandose lugar a una revision conceptual del termino “telemedicina”. Se entiende que el termino ” eSalud ” es mucho mas apropiado, en tanto que abarca un campo de actuacion mas amplio, y algunos especialistas empiezan a considerar la telemedicina como un pilar de esta.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710