Benefícios da teleconsulta para instituições de saúde

10 min. de leitura

Ampliação do atendimento, redução de custos e otimização de tempo estão entre os benefícios da teleconsulta para clínicas médicas.

Cada vez mais comum na prática da medicina, especialmente devido à regulação durante a pandemia de Covid-19, a teleconsulta possibilita o atendimento médico remoto e traz uma série de vantagens para clínicas e profissionais da saúde.

A teleconsulta foi autorizada no Brasil por meio da  Portaria 476, de 20 março de 2020, e da Lei n° 13.989/20.  A liberação das consultas à distância foi feita pelo Governo Federal a pedido do Conselho Federal de Medicina no Brasil – órgão que, até então, não autorizava a prática. Hoje, a prática tem sido bem aceita tanto por médicos quanto por pacientes.

Confira a seguir cinco benefícios da teleconsulta para as instituições de saúde e as razões pelas quais esse método é eficiente e está alinhado com uma prática responsável e ética da medicina.

1. Ampliação da capacidade de atendimento

A possibilidade de contar com médicos especialistas de diferentes áreas é uma das principais vantagens oferecidas pela telemedicina e pela teleconsulta. Mesmo que o profissional não esteja na mesma cidade que o paciente, ou que as clínicas e hospitais da região não contem com atendimento de determinadas especialidades, a consulta remota permite que o contato seja realizado de forma prática, segura e eficiente.

É possível que a teleconsulta seja realizada para iniciar o acompanhamento médico (primeira consulta), ou também em outras etapas, como consultas para monitoramento e supervisão. 

Por meio de atendimento remoto, a instituição de saúde pode oferecer aos pacientes: 

  • acesso a cuidados primários;
  • Enfermagem
  • especialidades como dermatologia, cardiologia, neurologia, radiologia, pneumologia, psiquiatria, oftalmologia, reabilitação, entre outras.

No dia a dia da clínica, hospital ou instituição de saúde, a oferta de atendimento à distância se reflete em otimização dos processos e aumento no número de pacientes que recebem acompanhamento.

E, para ser capaz de fornecer essa alternativa para o público, tudo o que a instituição precisa é de acesso à internet, além de um sistema de tecnologia que permita o desenvolvimento de relação médico-paciente por meio da telemedicina e a capacidade de armazenar os dados dos pacientes com segurança.

Saiba mais: Consulta online: como a tecnologia amplia a capacidade de atendimento 

2. Diagnósticos assertivos

Por meio da teleconsulta – que pode ocorrer tanto via chat quanto por meio de videoconferência – o médico responsável pode acessar rapidamente o histórico do paciente dentro da sua clínica, o que contribui para que os diagnósticos sejam mais assertivos, levando em conta todos os aspectos da saúde da pessoa que está se consultando. 

Além do contato entre especialista e paciente, a telemedicina permite a interação entre médicos. Na chamada teleinterconsulta, um médico contata outro para trocar experiências, conversar sobre um diagnóstico e solicitar uma segunda opinião. Isso ocorre, por exemplo, quando um clínico geral recorre a um especialista, ou quando um médico de determinada área busca um colega para auxiliar no diagnóstico ou na terapia de tratamento. 

A possibilidade da teleinterconsulta é prevista pelas resoluções que regem a prática da telemedicina, Ela deve ser realizada exclusivamente entre profissionais da saúde e pode ser utilizada também em atendimentos presenciais, em que médico e paciente estão no mesmo ambiente e um segundo especialista comparece por meios digitais.

Confira também: Teleinterconsulta: o que é e como funciona 

3. Segurança de dados

No atendimento online, inevitavelmente ocorre a captação e armazenamento de dados, contudo, por meio de plataformas de teleconsulta como a SOS Portal, desenvolvida pela Portal Telemedicina, tudo isso é feito de forma segura e respeitando a privacidade do paciente e seus dados sensíveis.

Chamadas de vídeo pelo celular ou em sites que permitem esse tipo de contato não garantem segurança digital para as pessoas envolvidas, seja médico ou paciente. No caso de vazamento de informações confidenciais, a clínica ou médico responsável está sujeito a penalidades. Na plataforma SOS Portal, todos os dados são criptografados de ponta a ponta, e o sistema opera em concordância com o que determina a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD, Lei n° 13.709/18).

Além disso, uma plataforma de telemedicina disponibiliza outros recursos além do atendimento em si: é possível fazer o envio de prescrição digital eletrônica,  anexar laudos de exames e ter a integração de todos os dados no sistema, por exemplo

4. Otimização do tempo e redução dos custos

Tanto médicos quanto pacientes podem se beneficiar da otimização do tempo que a teleconsulta permite. Por meio do atendimento remoto é possível eliminar atividades que consomem tempo, como o deslocamento até a clínica, o tempo de espera, etc. Na teleconsulta, médico e paciente acessam a plataforma e o atendimento ocorre no momento acordado.

Outra vantagem para as instituições de saúde é a redução nos custos operacionais. Com o atendimento remoto, mais médicos podem realizar consultas simultaneamente, independentemente do espaço físico disponível na clínica ou hospital; dessa forma, a capacidade de produtividade aumenta exponencialmente.

Segundo uma pesquisa realizada pela Associação Médica Brasileira (AMB), após a pandemia, 92,1% dos médicos acham que na prática médica a teleconsulta vai continuar a ser exercida. Todos os benefícios dessa modalidade foram sentidos tanto pelos profissionais de saúde quanto pelos pacientes e, em um país como o Brasil, em que muitas pessoas ainda não têm acesso a diversas especialidades médicas, a teleconsulta é uma forma de as clínicas, hospitais e até mesmo o sistema público de saúde colocarem o cidadão em primeiro lugar.

Leia também: Consultório Online: o que é, benefícios e como implementá-lo 

5. Atendimento ágil

A teleconsulta pode ser realizada tanto de forma síncrona (paciente e médico online ao mesmo tempo) quanto assíncrona, o que contribui para o aumento da produtividade da clínica.  O atendimento assíncrono dispensa o contato imediato, podendo ser feito, por exemplo, por meio do chat da plataforma de teleconsulta, que funciona como um aplicativo de mensagem de texto.

Na prática, isso significa que o médico pode realizar o atendimento médico de forma muito mais ágil, pois a gestão do tempo ocorre de forma diferente das consultas presenciais. A comunicação assíncrona torna o acompanhamento dos tratamentos mais rápido e eficiente, contribuindo para o monitoramento da evolução do paciente.

Contar com uma plataforma para teleconsultas é um reforço ao time que integra a clínica ou hospital, mas também é uma possibilidade para ampliar ainda mais a capacidade de atendimento da instituição: no caso da plataforma SOS Portal, médicos credenciados da Portal Telemedicina podem contribuir com os atendimentos e aumentar a produtividade da clínica.

O SOS Portal conta com médicos de diversas especialidades e disponibiliza profissionais sete dias por semana, 24 horas por dia. 

Saiba mais: Qual plataforma para consulta online devo escolher para minha clínica?

Conheça a plataforma de teleconsulta da Portal Telemedicina

A Portal Telemedicina oferece, desde 2013, um sistema digital orientado pela missão de disponibilizar medicina de qualidade. A plataforma SOS Portal, com aplicativo disponível para web e para os sistemas Android e iOS, permite que os pacientes tenham acesso a uma rede que conta com mais de seis mil médicos, atendimento online, seguro e regido pelas boas práticas da medicina.

O app conta ainda como tecnologia capaz de detectar os sinais vitais do paciente através da câmera do celular. O recurso possibilita o monitoramento de:

  • Frequência cardíaca
  • Oxigenação do sangue
  • Frequência respiratória
  • Nível de estresse

Com o SOS Portal é possível realizar consultas a qualquer hora do dia, em qualquer dia da semana. Além disso, o  sistema permite que médicos emitam laudos à distância, prescrevam medicamentos e realizem teleinterconsultas. 

Todos os recursos estão disponíveis para as empresas e instituições de saúde que desejam adquirir a solução digital, ampliar os atendimentos e maximizar a capacidade produtiva, tendo acesso a uma equipe médica disponível a qualquer hora.

Para saber mais sobre a plataforma, acesse a página da SOS Portal e converse com um de nossos consultores para tirar todas as dúvidas e entender melhor como esse serviço pode contribuir para a sua clínica ou hospital.

sos potal - solução para consulta online