consulta-médica-online

Dica para médicos: como realizar uma ótima consulta médica online

12 min. de leitura

A pandemia mundial de Covid-19 levou profissionais de diferentes setores a adaptar a rotina com a qual estavam acostumados e a remodelar os seus negócios de forma muito rápida. Na área da saúde, o desafio é grande. Vista como alternativa importante para ajudar no combate ao novo coronavírus, a consulta médica online foi liberada pelo governo federal e as clínicas médicas tiveram de agir rápido para poder oferecer este serviço com segurança.   

Embora a maioria dos médicos já estivessem acostumados a fazer algum tipo de atendimento remotamente, seja através de aplicativos de mensagens, e-mail ou até telefone, ter de adequar totalmente a forma de atender é desafiador.

Isso acontece porque uma consulta médica online exige não só um preparo diferenciado, como também estar amparado por ferramentas tecnológicas e serviços de qualidade que garantam a segurança dos dados trocados entre médico e paciente.

Neste texto, vamos apresentar dicas para que você possa expandir os seus serviços de forma segura. Elencamos os principais pontos que garantem uma consulta médica online de qualidade. Confira!

Tipos de consulta médica online

consulta-online

Antes das dicas sobre como realizar uma boa consulta médica online é importante esclarecer que existem três tipos de atendimento à distância que estão sendo mais requisitados durante a pandemia: 

  • Teleconsulta – consulta entre médico e paciente por intermédio da tecnologia;
  • Teleinterconsulta – troca de informações entre médicos para obter uma segunda opinião ou a avaliação de um especialista de outra área para auxílio diagnóstico ou terapêutico; 
  •  Teleorientação – muito utilizada durante a pandemia para acompanhar pacientes em isolamento ou com sintomas compatíveis com a Covid-19, assim eles são encaminhados para atendimento presencial somente quando  necessário.

10 dicas para realizar uma ótima consulta médica online 

A realização de uma boa consulta médica online requer alguns cuidados e pontos de atenção. A seguir, elencamos algumas dicas para que você garanta um ótimo atendimento. Confira!

1 – Ambiente apropriado

Embora a consulta seja a distância, é importante que o paciente se sinta em um consultório. Para isso, prepare meticulosamente o cenário que aparecerá ao fundo da sua tela, é importante que ele passe uma imagem profissional e não tenha elementos que possam roubar a atenção da conversa. 

Você pode realizar o atendimento dentro do próprio consultório, mas também pode ter de preparar o ambiente para atendimento em home office.

Este é o caso da médica intensivista Érika Guimarães Leal Guadalupe, 39 anos. Por pertencer ao grupo de risco para o novo coronavírus, ela está trabalhando em casa desde o início da pandemia e, atualmente, coordena uma UTI da imed Group, em São Paulo. Por intermédio da telemedicina, ela acompanha a visita aos pacientes internados na UTI junto à equipe de plantão na unidade.

Ela explica que a consulta online exige uma preparação que envolve não só o ambiente físico, mas também uma apresentação profissional e vestimenta adequada.  

2 – Compense a ausência física com empatia

A comunicação online é diferente pela limitação do contato físico, mas pode ser superada com empatia e algumas técnicas de envolvimento que todos podem desenvolver”, destaca Érika.

Ela afirma que para um bom atendimento, o médico tem de estar disposto a essa nova experiência que exigirá falar de forma mais pausada e clara e ouvir o paciente com muita atenção. 

Inicie a consulta se apresentando. “Também é importante ser gentil, atencioso e treinar a realização do atendimento em um tempo adequado para consulta”, diz.

Segundo a intensivista, a comunicação não-verbal dá pistas importantes para o médico e ajuda na percepção sobre o paciente. A consulta médica online exige atenção ainda maior para se conseguir identificar esses sinais e as emoções da pessoa em atendimento. 

“Uma dica importante para isso é estabelecer o diálogo, ouvir mais do que falar, estabelecer uma conversa para que o atendimento não fique um interrogatório ou uma via de mão única”, orienta.

Érika Guimarães Leal Guadalupe, médica intensivista.

3 – Checklist 

Ao final da consulta, faça um resumo com o paciente de forma clara e objetiva sobre o que foi falado e repasse novamente as orientações. 

Faça um checklist para garantir que ele entendeu bem tudo o que foi conversado. Antes de encerrar o atendimento, tenha certeza de que nenhuma dúvida deixou de ser esclarecida.

4 – Encaminhamento  

Ao perceber alguma dificuldade no atendimento pela falta do exame físico ou qualquer sinal de gravidade, você deve encaminhar o paciente a uma consulta presencial. 

Lembre-se que a consulta médica online é uma alternativa para situações que podem ser resolvidas a distância e em alguns casos o contato presencial será primordial. 

5 – Preparação para o atendimento

consulta-médica-onlineAntes de atender o paciente, verifique seu prontuário eletrônico. Caso ele já tenha realizado algum atendimento, a ferramenta irá mostrar o histórico dele e exames já realizados. 

Isso o ajudará a estabelecer maior proximidade durante o atendimento. 

Para que isso seja possível, é importante usar uma plataforma capaz de fazer integrações de dados dos pacientes. Antes de contratar um serviço, verifique se a empresa pesquisada oferece esta solução.  

6 –  Internet de qualidade

Embora possa parecer óbvio, quando o desafio é promover uma transformação digital no consultório para passar a realizar uma consulta médica online, muitas vezes o profissional parte primeiro para a procura de uma plataforma de telemedicina e esquece o principal: a qualidade da internet.

É importante buscar um serviço de fibra ótica, pois oferece uma conexão mais estável. A oscilação de sinal pode comprometer o seu atendimento e também é importante procurar uma velocidade que rode vídeo sem dificuldade. 

7 – Sistema criptografado

Uma das maiores preocupações de pacientes e da própria classe médica ao discutir a prática da telemedicina é com a preservação da confidencialidade das informações trocadas entre médico e paciente.

Isso acontece porque no meio digital é preciso de um sistema seguro para garantir que estes dados sejam preservados. Por isso, ao contratar um serviço, verifique se ele oferece criptografia de ponta a ponta, ou seja, codifica todas as mensagens trocadas entre médico e paciente. 

8 – Armazenamento seguro

Além de codificadas, as informações repassadas por pacientes, prontuário e exames, por exemplo, precisam ser armazenados em um sistema seguro. Para isso, é importante verificar se o serviço contratado oferece uma plataforma confiável para armazenamento de dados. 

Também é importante que esta plataforma permita a migração de dados de outros locais e a personalização da experiência do paciente. Algumas ferramentas contam com recursos avançados de inteligência artificial, que dão insights para facilitar o gerenciamento de dados. 

9 – Profissionais gabaritados

Alguns serviços de telemedicina também disponibilizam acesso a médicos de outras especializações para que você possa trocar conhecimento ou pedir uma segunda opinião. 

Ao contratar, verifique se este serviço é incluso no pacote e qual a qualificação destes profissionais disponíveis. Este é um diferencial que aumentará a qualidade do seu atendimento e garantirá uma parceria duradoura com a plataforma contratada.   

10 – Plataforma de teleconsulta  

Além do bom sinal de internet, a boa consulta médica online depende da qualidade da plataforma que você utilizará. Por isso, para realizar um bom atendimento você precisa estar bem amparado tecnologicamente.

A dica para não cair em um serviço que deixe você na mão, é pesquisar sobre a empresa que oferece a plataforma antes de contratá-la. Veja se ela é referência e já tem reconhecimento na área de inovação. 

Também é importante verificar se ela oferece:

  • Prescrição online: emissão de receita digital que seja válida em todo o território nacional;
  • Segurança de dados: para transmissão e armazenamento de dados;
  • Integração com outras plataformas e serviços que permitam que em um único lugar você tenha acesso a todos os dados do paciente, como prontuário online e exames realizados;
  • Atendimento ágil: profissionais disponíveis a qualquer hora que você precise;
  • Inteligência artificial: há soluções, como a da Portal Telemedicina, que possuem  algoritmos de machine learning embarcados em seu sistema capazes de detectar indícios de doenças, como a Covid-19, em exames como Raios-X e tomografias e priorizar as emergências.

Conclusão

consulta-médica-onlineUma boa consulta médica online depende, em parte, do seu empenho para lidar com esta nova forma de atender e da sua empatia com o paciente. Além disso, a tecnologia que você for utilizar também será um diferencial.

Portanto, antes de expandir o seu atendimento, busque uma plataforma que não só atenda a tudo o que você precisa para garantir a segurança de dados e a estabilidade de conexão, mas que também seja intuitiva e de boa usabilidade.

É muito importante que você domine com facilidade o uso desta ferramenta para que, durante a consulta, possa se concentrar totalmente no paciente. Se o sistema for complexo e pouco prático, a dificuldade de manuseio pode tirar a sua atenção do atendimento.

Vale lembrar que a consulta médica online é um serviço que não só pode aumentar o seu faturamento, como permitir que você se proteja durante a pandemia sem deixar de prestar um serviço importante à população. 

Érika, por exemplo, tem suprido uma carência importante neste momento que é a presença de médicos intensivistas nas UTIs no período diurno. 

“Ser intensivista e não estar na beira do leito fisicamente neste momento é angustiante. A experiência de atender por meio da telemedicina é ótima e desafiadora, pois tenho a oportunidade de ajudar, mesmo a distância, pacientes e médicos. Saber que meu conhecimento faz diferença é recompensador”, diz.

A Portal Telemedicina, que é referência em inovação reconhecida em diversos prêmios e parceira do Google, oferta serviço de teleconsulta. A empresa também oferece serviço de laudo online e em abril desenvolveu um novo modelo de inteligência artificial para acelerar o processo de diagnóstico de pacientes com suspeita de Covid-19.

Mais informações sobre os serviços disponibilizados pela Portal Telemedicina podem ser obtidas diretamente no e-mail: comercial@portaltelemedicina.com.br ou no telefone (11) 95381-7681.