Ressonância magnética via telemedicina: conheça as vantagens e como funciona

9 min. de leitura

Avançada tecnologia de diagnóstico, a ressonância magnética via telemedicina é utilizada pelas mais diversas especialidades médicas

A ressonância magnética é um tipo de exame de diagnóstico por imagem que atende inúmeras especialidades da medicina. Por meio da telemedicina, é possível emitir laudos de qualidade com mais agilidade, o que aumenta a eficiência de clínicas e hospitais.

Saiba mais sobre o exame, as patologias que ele ajuda a identificar e como a telemedicina pode ajudar na emissão de laudos à distância.

O que é ressonância magnética?

A ressonância magnética é um exame de diagnóstico por imagem, considerado um dos principais avanços na medicina diagnóstica. Por meio das análises obtidas com esse exame, é possível detectar doenças:

  • neurológicas;
  • ortopédicas;
  • abdominais;
  • cervicais;
  • cardíacas;
  • tumores;
  • doenças degenerativas;
  • coágulos
  • traumas.

Este exame utiliza uma tecnologia muito avançada de diagnóstico, que tem uma boa avaliação dos tecidos moles, o que faz com que seja muito utilizado na neurologia e na ortopedia.

A ressonância magnética usa uma física complexa, baseada na utilização de um campo magnético e ondas de radiofrequência em um processo de vetorização das moléculas de hidrogênio contidas nas moléculas de água dos tecidos. Assim, são geradas imagens de diferentes tipos.

Há contraindicações para o exame de ressonância magnética?

Diferentemente dos exames de raio-X, a ressonância magnética utiliza radiação não ionizante, portanto não oferece este risco à saúde. O exame é indolor e pode levar algum tempo na realização. 

Dependendo do tipo, porém, durante a preparação para o exame é importante retirar quaisquer objetos metálicos antes de entrar na sala de realização, como jóias, piercings, relógios, órteses e próteses. Ele é contraindicado em alguns casos para pacientes que têm clipe de aneurisma cerebral, entre outros.

Como funciona a ressonância magnética?

Para a realização do exame, o paciente entra deitado em um aparelho semelhante a um tubo, chamado de Magneto. Esse aparelho cria um campo magnético que “excita” as moléculas de hidrogênio do corpo. As imagens em alta definição podem ser geradas nos planos axial, coronal e sagital.

A parte do corpo que precisa ser analisada é coberta com um aparelho denominado “bobina”, que intensifica o campo magnético no local. Em determinados casos, é necessário aplicar o contraste intravenoso — chamado gadolínio — para realçar certos tipos de tecido e/ou lesões. 

Durante o exame, o paciente ouve um ruído proveniente das ondas de radiofrequência emitidas pelo aparelho e um computador identifica os sinais emitidos e as áreas corporais correspondentes, transformando-os em imagens.

A principal recomendação para o paciente é que ele se mantenha imóvel durante toda a realização do exame, pois o menor movimento pode alterar os resultados. Dependendo da parte do corpo que será analisada, alguns médicos imobilizam o paciente para evitar quaisquer problemas que possam comprometer a qualidade das imagens que estão sendo geradas.

Quando o exame é indicado?

A ressonância magnética é mais indicada e utilizada para a obtenção de dados para uma análise detalhada de determinada parte do corpo. 

Médicos de diversas especialidades podem solicitar esse exame, pois é possível identificar desde esclerose múltipla, câncer, infartos, fraturas e infecções até tendinites, hérnias de disco e lesões de ligamento.

Doenças como Alzheimer também podem ser melhor investigadas por meio da ressonância magnética.

Laudo de ressonância magnética via telemedicina

A realização da ressonância magnética via telemedicina é uma possibilidade para dar mais agilidade à clínica médica. 

Com o uso da tecnologia, os dados coletados são transmitidos diretamente dos equipamentos médicos em tempo real para uma central médica sem a necessidade de digitação das informações.

O médico especialista emite o laudo e envia de volta para a clínica em até 24 horas. 

Benefícios do telelaudo de ressonância magnética

O laudo à distância para exames de ressonância magnética traz diversos benefícios para as clínicas, hospitais e para os profissionais da saúde. Veja cinco deles:

1 – Redução de custos

A tecnologia traz inúmeros benefícios para a medicina, e um deles é a possibilidade de reduzir os custos operacionais. Com o telelaudo, a clínica que oferece o serviço de exame por imagem pode ter acesso a médicos especialistas renomados que emitem laudos remotamente.

Além de deixar todo o processo mais acessível, a clínica também se beneficia da agilidade no atendimento e devolução de laudos, o que aumenta a produtividade, bem como reduz a necessidade de estruturas físicas para armazenar as informações, que passam a ser armazenadas na nuvem.

A Portal Telemedicina dá todo o apoio necessário para a clínica ou hospital no armazenamento e gerenciamento de dados, além da facilidade de pagar apenas pelos exames laudados, de acordo com as demandas.

2 – Acesso a mais de 5.000 médicos

Por meio da Portal Telemedicina, a clínica não precisa contratar um especialista para atuar in loco, pois tem acesso a mais de 5.000 médicos especialistas disponíveis para atendimento a qualquer hora do dia, utilizando a plataforma da Portal.

A Portal Telemedicina conta com os melhores profissionais para a emissão de laudos diagnósticos de qualidade.

3 – Segurança de dados

A plataforma de telelaudos da Portal Telemedicina garante a segurança e proteção dos dados na captação, armazenamento e gerenciamento das informações, seguindo as diretrizes exigidas pela Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD) e também as normas da Anvisa e os padrões do Conselho Federal de Medicina (CFM).

4 – Ampliação da capacidade de atendimento

Com o telelaudo, os procedimentos são executados de forma mais ágil, o que aumenta a produtividade da clínica ou hospital. Com uma ampla base de especialistas disponíveis para o serviço remoto, os diagnósticos são emitidos rapidamente e isso permite que a clínica entregue o laudo ao paciente de forma mais rápida..

5 – Diagnósticos mais rápidos

Uma das principais vantagens do atendimento via telemedicina é a rapidez na obtenção dos resultados. Os exames são laudados em até 24 horas e todo o processo pode ser acompanhado por meio da plataforma da Portal Telemedicina, que informa o status do diagnóstico.

Além disso, a Portal Telemedicina trabalha com um sistema de triagem, que permite identificar exames que tenham urgência nos laudos. Dessa forma, os exames considerados tempo sensíveis passam na frente e são laudados com mais urgência.

A assertividade da ferramenta digital é uma das maiores contribuições para a área médica, que pode dar mais assertividade ao diagnóstico e entregar resultados com mais agilidade.

Conclusão

O exame de ressonância magnética é um dos mais abrangentes e que atende diversas especialidades médicas. Com as vantagens da telemedicina, uma das especialidades que mais cresce no mundo desde os anos 1990, a tendência é que cada vez mais os procedimentos técnicos sejam realizados de maneira remota.

Com acesso a uma grande rede de especialistas de diversos lugares do país, é possível agilizar a análise de exames como a ressonância, e emitir laudos assertivos em um tempo curto, aumentando a produtividade da clínica ou hospital.

Para obter mais informações, visite o site da Portal Telemedicina e conheça os serviços de telelaudo de ressonância magnética.