Radiografia via telemedicina: o que é e como funciona o laudo de Raio-X à distância

9 min. de leitura

Por Dra. Amanda Durant*

A radiografia é um exame realizado pela primeira vez no ano de 1895, pelo físico alemão Wilhelm Conrad Roentgen, que descobriu os raios-X. Trata-se de um exame bastante seguro e muito utilizado pela medicina em todo o mundo.

A radiografia utiliza radiação (raio-x) para tirar fotografias (“fotografias”) de partes do corpo humano e faz parte dos chamados diagnósticos por imagem. Esses exames são realizados por profissionais técnicos, porém os laudos só podem ser emitidos por médicos especialistas em Radiologia.

De acordo com o estudo Demografia Médica no Brasil 2020, há no país 14,2 mil profissionais com Registro de Qualificação de Especialista (RQE) em Radiologia. Com isso, em média, há menos de 1 médico radiologista para cada 1.000 habitantes no Brasil. Além disso, o estudo mostra que muitos desses especialistas estão concentrados nas regiões Sul e Sudeste do país.

Uma das soluções para oferecer atendimento à população, mesmo nos locais onde não há radiologistas, é a telemedicina. Esse ramo da medicina utiliza tecnologia para que médicos especialistas possam, entre outras coisas, avaliar e emitir laudos de pacientes à distância.

O que é radiografia ou raio-X?

A radiografia, também chamada de Raio-X, é um exame não invasivo, realizado de maneira bastante rápida, e que utiliza radiação de baixas doses para identificar alterações na estrutura de partes do nosso corpo. Esse exame pode detectar diversas doenças, como pneumonia, tuberculose, fraturas ósseas, derrame pleural, alterações da coluna vertebral etc.

Diferentes partes do corpo podem ser examinadas e existem várias técnicas utilizadas para realização do Raio-x, dependendo da patologia que está sendo investigada.

O médico radiologista realiza a análise crítica e sistemática da imagem obtida pelo Raio-X, fazendo a interpretação, conclusão e o registro no laudo médico. Para obter o RQE, o profissional faz três anos de Residência em Radiologia e Diagnóstico por Imagem (e/ou obtém o Título de especialista emitido pelo Colégio Brasileiro de Radiologia).

 

Contraindicações do exame

O Raio-X é contraindicado para pessoas que não podem ser expostas à radiação. A contraindicação clássica é para gestantes, principalmente no primeiro trimestre de gravidez, pois oferece risco para o bebê que está se desenvolvendo.

Nos últimos meses de gravidez, se for extremamente necessária, a radiografia pode ser feita, desde que se cubra o abdômen da gestante com uma manta à base de chumbo para evitar que a radiação tenha contato com o bebê.

 

Como funciona o exame de Raio-X?

A radiografia funciona a partir de um feixe de Raios-X que é produzido e projetado sobre a parte do corpo a ser examinada. O técnico que realiza o exame orienta o paciente durante todo o processo e os raios emitidos não causam dor.

Esses raios atravessam o corpo e são absorvidos de maneira diferente conforme a densidade dos tecidos. Nas partes mais duras, como os ossos, os raios não conseguem passar. Os raios que ultrapassam todo o corpo marcam uma placa. Os locais onde não houve marcação ficam mais claros na imagem.

Na maior parte dos casos, os exames de Raio-X não precisam de preparação prévia por parte do paciente. Dependendo do local do exame é necessário tirar roupa e acessórios (brincos, colares, relógios), que podem interferir na precisão do exame. Pessoas que possuem implantes ou próteses metálicas devem informar o técnico ou o médico, porque esse tipo de material também pode alterar a imagem feita durante o exame.

Para Raios-X feitos na região abdominal ou do trato gastrointestinal, pode ser necessário fazer jejum ou limpeza intestinal com uma dieta específica. Essas orientações serão dadas pelo médico, caso a caso. Alguns tipos de radiografia utilizam também contrastes (via oral ou venosa).

Como funciona o exame de Radiografia via Telemedicina?

Como é feito com radiação, o Raio-X necessita de um local especial para sua realização. Ele é feito com equipamento em hospitais, clínicas e unidades de saúde em salas com acesso restrito.

O mesmo aparelho de radiografia utilizado na medicina tradicional é usado para telemedicina, já que o conjunto radiológico que permite o envio das informações para as centrais de laudos é adaptado ao equipamento já existente.

Na radiografia por Telemedicina, o técnico em Radiologia realiza o exame. As informações coletadas são criptografadas e enviadas diretamente do aparelho para a nuvem.

O médico radiologista, então, recebe o exame pelo computador, analisa a imagem e envia o laudo à distância, podendo assim prestar o serviço de forma remota. O paciente pode acessar o laudo e dar andamento ao atendimento.

Na radiografia por Telemedicina os laudos são emitidos no mesmo dia e, em casos de emergência, em poucos minutos.

Leia também: Laudo online: como funciona, benefícios e especialidades atendidas

 

Vantagens de contar com exames de radiografia via telemedicina em sua clínica

A radiografia por Telemedicina possui várias vantagens. A primeira delas, como citado no início do texto, é a possibilidade de ampliação do atendimento à população para regiões onde não há radiologista, já que o exame não precisa de médico presencialmente para ser realizado, apenas de profissionais técnicos.

Além disso, a adoção de radiografia por Telemedicina permite mais agilidade no atendimento prestado por clínicas e hospitais, já que a tecnologia utilizada recebe os exames automaticamente, sem necessidade de digitação.
Outro benefício é a redução de custos já que as clínicas médicas e hospitais não precisam ter um médico à disposição 24/7, podendo contar com os especialistas da empresa de telemedicina.

No telelaudo de Raio-X da Portal Telemedicina, por exemplo, a cobrança é feita apenas pelos exames laudados, conforme a demanda da clínica ou hospital. Os laudos também podem ser personalizados com o logotipo da instituição.

O armazenamento das informações do paciente é seguro e a tecnologia utilizada pela Portal Telemedicina diminui as taxas de reconvocação do paciente, pois o sistema inteligente alerta a clínica quando a captura não é viável para laudo.

Conheça a solução de telelaudo de Raio-X da Portal Telemedicina

Os hospitais e clínicas que desejam adotar a telemedicina devem buscar por empresas certificadas e que tenham uma equipe médica composta por especialistas, além de oferecer aos clientes suporte de TI adequado, como é o caso da Portal Telemedicina.

A Portal Telemedicina nasceu com a missão de salvar vidas e garantir o acesso universal à medicina. Para isso, oferece uma tecnologia única com soluções completas e inovadoras para conectar os melhores médicos especialistas do Brasil a clínicas e hospitais, mesmo aqueles em locais remotos.

Entre as soluções da Portal Telemedicina estão os laudos à distância para mais de 12 especialidades , treinamentos, plataforma de Telemedicina e equipamentos médicos.

Se você deseja conferir todos os detalhes da radiografia por Telemedicina e de outros exames e serviços oferecidos, entre em contato conosco e solicite uma proposta.

(*A dra. Amanda Durant é formada pela universidade São Francisco, fez residência médica no Instituto Brasileiro de Controle do Câncer, possui titulo de especialista em Radiologia e Diagnóstico por Imagem pela AMB, membro titular do Colégio Brasileiro de Radiologia.)