Case de sucesso: aplicação de Telemedicina no SUS em Tarumã

8 min. de leitura

Um projeto inovador com uso de tecnologia de ponta foi capaz de aumentar a longevidade de moradores da cidade de Tarumã, no interior de São Paulo. Com o uso de inteligência artificial e telemedicina no SUS, o município passou a emitir laudos de eletrocardiograma em minutos

Após a implantação da tecnologia, o índice de morte por infarto agudo de miocárdio na cidade teve uma redução de 22%. A solução implementada em uma parceria entre a Portal Telemedicina e a iSalut permitiu ofertar atendimento com a mesma agilidade de grandes centros, como a capital São Paulo.

“Além de permitir que a análise do eletrocardiograma seja entregue em até dez minutos, nosso sistema inovador se diferencia por possibilitar que em até 30 minutos, tempo fundamental para salvar vidas no caso de infartos, o médico de plantão no pronto-socorro esteja discutindo o caso com um cardiologista e recebendo orientações quanto a como proceder para estabilizar o paciente”, diz Roberto Figueroa Pedrozo, CIO da Portal Telemedicina.

Telemedicina no SUS em Tarumã foi pioneira

O projeto que implementou a telemedicina no SUS focado em cardiologia em Tarumã foi pioneiro no país. 

O médico e diretor do grupo iSalut, Dr. Márcio Alves, explica que a solução implementada no município surgiu após Tarumã colocar como meta chegar em 2027 (ano do seu centenário) como uma das 10 cidades com melhor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) do Brasil.

Divulgação/ Prefeitura de Tarumã

Entre os índices que impactam no IDH está a longevidade. Um levantamento feito pela prefeitura detectou que a principal causa de mortes precoces estava relacionada a problemas cardiovasculares.

Foi constatado que os óbitos por doenças cardiovasculares em Tarumã tinham relação com dois fatores principais: 

  • A demora entre a realização do exame de eletrocardiograma e a emissão de seu resultado;
  • Falta de disponibilidade de especialistas que pudessem dar o encaminhamento adequado ao paciente em tempo integral;

“Somente 2% das unidades de pronto-socorro no estado de São Paulo contam com cardiologistas de plantão, isso é um grande problema. Com a nossa solução, conseguimos garantir acesso a médicos especializados com a mesma agilidade que se o paciente estivesse em um grande centro como São Paulo e um custo baixo”, destaca Márcio. 

Melhora de índices a baixo custo

O prefeito de Tarumã, Oscar Gozzi, explica que 23,5% dos óbitos na cidade de 15 mil habitantes estavam relacionados a problemas cardiológicos. Diante disso, ele foi em busca de um serviço que permitisse melhorar estes índices.

A implementação do sistema de telecardiologia teve custo baixo para o município, que pôde utilizar a estrutura já disponível. Isso porque a tecnologia da Portal Telemedicina é compatível com 90% dos equipamentos no mercado.

A parceria com a iSalut possibilitou, além da emissão do laudo em cinco minutos, que as unidades de saúde tivessem cardiologistas experientes neste tipo de situação disponíveis 24 horas por dia para dar suporte a casos que exigem conduta emergencial. 

Assim, o realizador do exame tem acesso a um médico cardiologista que já passa as orientações quanto aos procedimentos a serem adotados com o paciente em casos de emergência. Até então, o tempo entre a realização de um exame de eletrocardiograma, diagnóstico e contato com um especialista em Tarumã era de dias. 

Como a telecardiologia ajuda a salvar vidas

“O infarto é uma doença tempo sensível, ou seja, eu preciso ter diagnóstico e iniciar a intervenção no paciente em até 30 minutos após a chegada dele na unidade. Por isso, a velocidade do laudo e da intervenção do especialista é o que dá a diferença no resultado final do processo que é o paciente vir a óbito ou ter complicações, deixando sequelas”, explica Márcio. 

A telecardiologia reduz o número de mortes por infarto de miocárdio em 50%, o tempo de internação em duas vezes e o número de reinternações em 30%. 

Em um ano, entre agosto de 2019 e agosto de 2020, Tarumã realizou 2.679 exames. O centro inovador de diagnóstico de doenças do coração também foi implementado na cidade de Assis e está em processo de implantação em outros 11 municípios. 

A solução está disponível para todo município brasileiro que queira implementar esta tecnologia e passar a oferecer atendimento com a qualidade de um grande centro.  

Veja como funciona a solução

O grande diferencial da solução da Portal Telemedicina em parceria com a iSalut é garantir o atendimento na unidade de origem, sem a necessidade de deslocamento. Veja como funciona:

  • Software da Portal é instalado nos aparelhos de eletrocardiograma da unidade de pronto atendimento;
  • Dados coletados são enviados em tempo real para o sistema;
  • Com uma base de 30 milhões de exames, este sistema usa algoritmos de machine learning que o ajudam a detectar situações de maior gravidade;
  • Os exames são classificados com notas de acordo com o nível de risco apontado, os com índice mais elevado são priorizados na fila de espera;
  • O médico cardiologista de plantão recebe o exame, a sugestão diagnóstica feita pela inteligência artificial e após avalia e envia o laudo à unidade.
  • Caso o diagnóstico exija uma intervenção rápida, o especialista entra em contato com o médico do pronto-atendimento por videoconferência e repassa os procedimentos a serem seguidos para estabilizar o paciente; 

Todo este processo é feito por intermédio de um sistema seguro, que garante a confidencialidade de todas as informações. 

Como contratar este serviço

A solução inovadora para diagnóstico de doenças do coração pode ser utilizada tanto para oferta de telemedicina no SUS, quanto para a iniciativa privada.

Além de oferecer um sistema inovador, ela permite que qualquer clínica ou centro de atendimento passe a ter especialistas disponíveis a qualquer dia e hora a um baixo custo. Isso porque a empresa não precisa investir em novos equipamentos, nem contratar especialistas.

Esta também é uma solução importante para clínicas e centros de atendimento localizados em regiões remotas, onde a dificuldade de contratação de especialistas muitas vezes não envolve somente custos, mas também a falta de profissionais disponíveis. 

Mais informações sobre os serviços disponibilizados pela Portal Telemedicina podem ser obtidas diretamente no e-mail: comercial@portaltelemedicina.com.br ou no telefone (11) 95381-7681.