eeg-com-laudo

EEG com laudo: como agilizar diagnóstico via telemedicina

11 min. de leitura

eeg-com-laudoA emissão do EEG com laudo via telemedicina é uma forma de garantir que a análise deste importante exame seja feita por alguns dos melhores profissionais do mercado. Além disso, com o uso de tecnologia de ponta, as informações captadas no exame são transmitidas em tempo real aos médicos especialistas. Isso permite que o laudo possa ser emitido em pouco tempo, o que agiliza o processo de diagnóstico.

Crucial para o mapeamento de disfunções e doenças neurológicas, desde epilepsia e doenças do sono até tumores cerebrais, o eletroencefalograma (EEG) é um exame requisitado com frequência na área médica. Já o laudo de EEG, também conhecido como EEG com laudo, é fundamental para o monitoramento e detecção de doenças neurológicas e psiquiátricas.

O EEG está entre os exames mais solicitados por ser não-invasivo. Ele é feito por meio da fixação de eletrodos no couro cabeludo, através de uma pasta, para detecção dos impulsos elétricos cerebrais. O exame analisa as respostas neurológicas a estímulos variados. A análise destas frequências é complexa e minuciosa, por isso exige amplo conhecimento técnico.

A seguir, veja como o laudo de EEG é viável via telemedicina, quais os tipos de eletroencefalograma e as vantagens deste tipo de exame.

Tipos de Eletroencefalograma (EEG)

O tipo mais comum de EEG com laudo é o clínico, geralmente solicitado quando o paciente demonstra algum sintoma recorrente como tontura, dores de cabeça, desmaio, entre outros.

Este também é um exame utilizado nas clínicas ocupacionais, pois ele integra o Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional (PCMSO). É indicado para atividades em que um mal súbito ou perda momentânea da consciência pode colocar a segurança da própria pessoa ou de terceiros em risco. É o caso de profissionais que trabalham nas alturas, de motoristas e de pilotos de avião, por exemplo.

A forma como o EEG clínico e o ocupacional são realizados é semelhante, o que muda é o detalhamento do exame, conforme a circunstância. O tipo mais comum de eletroencefalograma é o chamado de rotina, realizado em uma clínica ou hospital. Ele dura em média de 30 a 40 minutos.

Mas este exame também pode ser realizado por mais tempo, até 8 horas, para uma vigília do sono. Assim é possível detectar apneia e outros problemas que podem estar atrapalhando as noites de sono.

Também há o EEG ambulatorial. Neste, os eletrodos são acoplados em um aparelho portátil para que o paciente possa ser monitorado durante o dia em suas atividades corriqueiras. O tempo de realização do exame varia conforme a ordem médica.

Para investigar problemas de maior complexidade ou acompanhar a evolução de casos de demência vascular e Alzheimer, por exemplo, é utilizado o EEG com mapeamento cerebral. Neste exame, a atividade mapeada nas diferentes áreas do cérebro é diferenciada por cores. Isso serve para facilitar a percepção da região que sofreu alterações.

Como é feito o EEG com laudo via telemedicina?

Para realização do diagnóstico do EEG via telemedicina com garantia de segurança na transmissão dos dados é preciso buscar um fornecedor que garanta a instalação de um sistema inteligente integrado que conecte diretamente nos equipamentos do exame aos da central de telemedicina contratada para emissão dos laudos.

Todos os dados captados são criptografados, garantindo a segurança das informações, e enviados direto do próprio equipamento. Ou seja, não há necessidade de ter um profissional para fazer o envio, o que não só aumenta a agilidade do processo, como reduz a zero o risco de algum dado ser inserido errado.

Os médicos especialistas da equipe de telemedicina analisam os dados e emitem o laudo em minutos sempre no mesmo dia, conforme a urgência do caso. Estes resultados são acessados online através de login e senha.

Na Portal Telemedicina, a clínica pode optar por personalizar o laudo inserindo a sua logomarca no documento.

Quem realiza e quem lauda o exame?

O EEG pode ser realizado por qualquer profissional da área da saúde habilitado e devidamente treinado para isso.

No caso de clínicas que já realizam este exame, com a implantação do laudo via telemedicina a rotina de aplicação do procedimento permanece igual. A única mudança é que a equipe precisa passar por um treinamento para melhor uso da tecnologia.

Por isso, na hora de contratar um serviço de telemedicina, é importante se certificar de que o mesmo ofereça esta capacitação e acompanhamento do quadro de colaboradores até que eles se adequem à nova tecnologia.

A Portal Telemedicina oferece curso para certificação e atualização da equipe técnica na realização do EEG. A capacitação é realizada em parceria com professores e instituições especializadas, pode ser feita online ou presencialmente e é voltada tanto a profissionais já experientes que querem se atualizar e aprender técnicas avançadas na área, quanto para quem está iniciando a carreira.

O conhecimento das melhores condutas a serem aplicadas antes, durante e após a realização do exame aumenta a qualidade de captação do EEG e, consequentemente, reduz as taxas de reconvocação do paciente.

Já o laudo do exame só pode ser emitido por um médico neurologista ou de áreas afins.

Equipamentos necessários para este tipo exame

Para implantar o EEG com laudo a distância na clínica não é preciso adquirir novos equipamentos.

Caso a empresa já realize este tipo de exame, pode aproveitar os mesmos aparelhos que já usa. A Portal Telemedicina trabalha com tecnologia IoT (internet das coisas), assim seu software permite implementar um sistema de transmissão de dados para a central de telemedicina até mesmo em máquinas analógicas.

Caso a sua clínica ainda não ofereça este tipo de exame e a sua ideia seja ampliar o tipo de atendimento, você tem duas opções: comprar os equipamentos necessários para realização do exame ou locar os mesmos.

Antes de comprar, verifique quais os tipos de exame captados pelo equipamento que você irá adquirir e, principalmente, se ele é certificado pela Anvisa.

A Portal Telemedicina oferece venda e aluguel por comodato do EEG Meditron digital portátil, que possibilita a observação e diagnóstico das condições neurológicas para exames de rotina de eletroencefalografia. O equipamento possui 23 canais, resolução de 16 Bits com calibração eletrônica incorporada e possibilidade para foto e áudio estimulação.

 

Vantagens do EEG com laudo via telemedicina

A transmissão de laudos a distância permite otimização de recursos a clínicas por uma série de fatores. Confira alguns deles:

  • Assertividade: Diminui taxa de reconvocação de paciente. O sistema da Portal Telemedicina avisa a clínica quando a captura dos dados não foi viável para a emissão do laudo, assim o exame pode ser refeito em seguida;
  • Redução de custos: A clínica paga por número de laudos realizados, ou seja, gasta conforme a sua demanda;
  • Acessibilidade: O laudo a distância é a solução para que empresas situadas em cidades pequenas ou afastadas dos grandes centros possam ter acesso a especialistas em neurologia;
  • Acesso aos melhores profissionais do mercado: Para empresas em grandes centros, o EEG com laudo a distância permite acesso a profissionais especializados e formados nas melhores faculdades do país;
  • Aumento da produção: Clínicas ou hospitais que já têm profissionais da área para laudar este exame podem aumentar o número de exames realizados no mês ao terceirizar a emissão de laudos e voltar os profissionais antes responsáveis por isso para outros atendimentos;
  • Agilidade: O EEG com laudo via telemedicina também aumenta a agilidade na entrega dos laudos. O sistema de tecnologia integrada da Portal Telemedicina, por exemplo, permite a transmissão dos dados captados no exame em tempo real, assim a emissão do laudo para casos urgentes pode ser feita em minutos. Para os demais casos, o laudo é emitido em até 24 horas;
  • Segurança de dados: Além de seguir a lei da Anvisa para armazenamento e segurança dos dados do paciente, a Portal Telemedicina segue os parâmetros de segurança de conexão e tráfego de dados definidos pela Hipaa (EUA) e GDPR (Europa).

Conclusão

Conforme apontado neste artigo, o EEG está entre os exames mais solicitados na medicina. Somente a epilepsia, que é uma das doenças neurológicas mais comuns, atinge 50 milhões de pessoas no mundo, conforme a Organização Mundial de Saúde (OMS).

Apesar de popular, trata-se de um exame que exige experiência e amplo conhecimento técnico para análise dos dados para a emissão de um laudo de qualidade. Além disso, em alguns casos o diagnóstico ágil pode salvar vidas, ao apontar o risco iminente de algo que possa ser evitado, por exemplo.

A telemedicina é uma forma de agilizar este processo, já que os dados captados durante o exame são transmitidos em tempo real à central médica que pode emitir laudo em uma agilidade que hoje foge da realidade da maioria das clínicas e hospitais do país.

Tudo isso a um custo mais baixo, já que a cobrança pode ser feita de acordo com a demanda requisitada. Entre em contato com a Portal Telemedicina e peça o seu orçamento.

Acompanhe outros assuntos ligados à saúde e telemedicina no nosso blog.

portal telemedicina