Bastante conhecido e solicitado por médicos de diferentes especialidades, o eletrocardiograma ou ECG é o exame responsável por verificar o ritmo dos batimentos do coração. A partir deste exame é que são diagnosticadas possíveis alterações (arritmia) e outras cardiopatias. O resultado é analisado e o paciente recebe um ECG com laudo, que aponta a normalidade ou não da atividade cardíaca.

Pela facilidade de realização, o ECG é o primeiro exame indicado para analisar o funcionamento do coração. É de grande importância, pois mostra os primeiros sinais de falhas cardíacas e alerta para problemas maiores, como o aumento de cavidades cardíacas, patologias coronarianas, doenças congênitas do coração e infarto do miocárdio, por exemplo. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), as doenças cardiovasculares são a principal causa de morte em todo o mundo.

No artigo de hoje vamos tratar da realização de ECG com laudo e como a telemedicina pode otimizar essa entrega. Por meio da tecnologia, é possível oferecer aos pacientes maior credibilidade na avaliação dos resultados e maior agilidade na entrega.


O que é e como é feito o ECG com laudo

O eletrocardiograma é um exame não-invasivo que permite a avaliação elétrica da atividade cardíaca quando o paciente está em repouso, ou seja, caso não tenha feito nenhum tipo de esforço nos últimos 10 minutos. O paciente também não pode ter fumado nos últimos 30 minutos anteriores ao exame. Ele é capaz de definir o número de batimentos por minuto e o ritmo do coração, identificando problemas como arritmias (alteração do ritmo normal), distúrbios de condução elétrica e eventuais sobrecargas das cavidades cardíacas.

O exame é simples, indolor e geralmente muito rápido. Com o paciente deitado, é feita a limpeza do tórax, pernas e braços com gaze embebida em solução antisséptica. Depois, são colocados eletrodos nas pernas, próximos aos punhos e na região anterior do tórax do paciente. É usado um gel condutor para evitar interferências. A atividade elétrica do coração passa para os tecidos e chega até a pele, sendo captada pelos eletrodos. Um aparelho chamado eletrocardiógrafo recebe os sinais elétricos do coração e registra esta atividade em gráficos, que são impressos em um papel próprio ou enviados diretamente ao computador ou tablet do médico especialista que lauda à distância.

Para que o exame gere boas imagens, é imprescindível a escolha de um aparelho de qualidade. Dê preferência aos registrados pela ANVISA e aos mais atuais, que são digitais e se conectam facilmente aos serviços de telemedicina.

Já o laudo é um documento onde consta a descrição de todos os elementos encontrados no exame e informações sobre a frequência cardíaca, eixo elétrico, ondas P e outros aspectos cardiovasculares do paciente. O documento segue padrões sugeridos pela Sociedade Brasileira de Cardiologia, com termos técnicos da classe médica.

O laudo é finalizado com o parecer do médico, concluído a partir dos dados obtidos no exame que, de forma geral, compara os gráficos gerados pelo paciente com gráficos padrão. A partir desta comparação, o especialista verifica se o estado é de normalidade ou de alteração dos batimentos do coração..

A importância dos laudos

Por ser o exame inicial para um check-up do coração, o eletrocardiograma deve ser encarado como uma peça de um ‘quebra-cabeças’ maior, que  inclui outros exames como ecocardiograma, teste de esforço, Holter etc.

Apesar de ser de simples realização, o ECG tem o papel de alertar cardiopatias mais graves. Por isso precisa ser feito de forma correta, utilizando-se de um bom aparelho cardiógrafo e de um laudo cuidadoso para não deixar passar possíveis falhas cardíacas e comprometer a saúde do paciente.

Como a interpretação das ondas expressas nos gráficos do ECG é de grande especificidade, é imprescindível que o laudo seja feito por um médico que tenha experiência nessa avaliação. Na maioria dos casos, a análise dos resultados é feita por um cardiologista.

O auxílio da Telemedicina na realização do exame e dos laudos

A telemedicina já é um processo reconhecido e legalizado mundialmente para a análise de resultados de exames e entrega de laudos de forma digital. Por meio do uso de tecnologias de informação, os médicos têm acesso rápido e fácil aos resultados de diversos exames e podem laudar com agilidade e segurança.

Neste contexto,  a telemedicina permite entregar o ECG com laudo em qualquer clínica, hospital ou consultório, já que o aparelho cardiógrafo é portátil, e o resultado é enviado direto do aparelho pela internet para uma central com médicos especialistas que elaboram o laudo à distância.

Com isso, não há necessidade de ter um especialista dentro da clínica. Basta conectar o cardiógrafo (portátil ou normal) ao sistema fornecedor de telemedicina. Caso o seu aparelho não seja digital, os resultados podem ser escaneados ou fotografados e enviados online. Todo o processo é feito em um sistema apropriado e seguro de gerenciamento de informações e imagens.

O principal avanço dos laudos remotos é em relação aos procedimentos que não dependem da presença do especialista com formação em medicina no local de realização. Ou seja, são exames que podem ser executados por pessoal da área técnica da saúde (treinados para dar suporte a telemedicina) e depois avaliados por especialistas, como é o caso do ECG com laudo.

Dessa forma, consultórios, clínicas médicas, de medicina do trabalho e até hospitais podem contar com a telemedicina na realização dos exames e oferecer este serviço aos pacientes.

Quais as vantagens: Laudo Remoto x Laudo Convencional

A telemedicina permite a realização de serviços e exames médicos de maneira mais ágil e com menor custo, mas com grande qualidade, credibilidade e segurança das informações. Confira as vantagens:

  • Diminuição de custos – não será necessário contratar um especialista para avaliação dos resultados. As clínicas e consultórios podem contratar pacotes com um número específico de laudos conforme a demanda, investindo apenas o necessário.

  • Agilidade – os serviços de telemedicina contam com equipes médicas compostas por especialistas sempre disponíveis, algumas delas com funcionamento 24 horas por dia. Estes profissionais estão habilitados a laudar, remotamente, exames realizados em qualquer lugar do país. É possível entregar laudos no mesmo dia.

  • Qualidade do laudo muitas localidades não dispõem de médicos especialistas em determinadas áreas ou, se possuem, o custo para acesso a esses profissionais é altíssimo. Com a telemedicina, os centros de saúde têm acesso a especialistas de outras regiões, sem que seja necessário o deslocamento físico.

Dessa forma, as clínicas que optam pela telemedicina para fornecer o ECG com laudo, ganham um diferencial competitivo. Ao apresentar este serviço aos clientes, sua clínica será lembrada pela rapidez e credibilidade do corpo médico para os laudos.

Laudo Remoto (telemedicina) Laudo Convencional
Contratação de médicos especialistas Disponíveis pelo serviço de telemedicina Feita pela própria clínica/hospital/consultório
Nível de especialização dos profissionais Só médicos conceituados e com grande credibilidade Depende da contratação da clínica/hospital/consultório
Custo do exame Reduzido (menor despesa com contratação e uso de papel) Normal
Agilidade na avaliação e entrega dos laudos Análise feita pela equipe disponível 24/7 e entrega mais rápida ao paciente Depende da disponibilidade do especialista contratado

 

Continue acompanhando os conteúdos da Portal Telemedicina e aprenda mais sobre gestão de clínicas médicas e laudos à distância.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710