telemedicina no Brasil e no mundo

telemedicina na administração hospitalarA transformação digital tem sido abordada por gestores e empresas dos mais variados segmentos, incluindo o setor da saúde. A adoção de sistemas automatizados e novas tecnologias ajudam na gestão e já são um diferencial na administração hospitalar. A evolução dos processos garante mais segurança ao paciente e contribui para a diminuição do tempo de internação e aumento da receita dos hospitais.

Algumas facilidades trazidas pela tecnologia  são peças-chave para oferecer um atendimento de melhor qualidade, garantir mais eficiência e facilitar o acesso aos serviços disponíveis.

Uma aliada na busca pela otimização do trabalho é a telemedicina. Trata-se de uma tecnologia avançada de monitoramento de pacientes, troca de informações médicas e análise de resultados de diferentes exames, tudo de forma online. Por meio deste processo digital e totalmente seguro, é possível agregar qualidade e velocidade ao atendimento. Com a telemedicina, por exemplo, os especialistas conseguem acessar os exames e laudar  com segurança de qualquer lugar do país, utilizando computadores e dispositivos móveis, como smartphones e tablets conectados à internet.

Neste artigo, separamos algumas das principais vantagens do uso dessa tecnologia pelo setor da saúde. Além disso, falaremos um pouco sobre o crescimento da implantação das soluções de telemedicina no Brasil e no mundo.

Como a telemedicina ajuda na administração hospitalar

Um dos diferenciais da telemedicina é a solução de laudos online. A implantação desse serviço é um reforço significativo medida em que:

  • Torna o diagnóstico mais rápido e ajuda a aumentar o número de especialidades atendidas.
  • Os laudos são entregues no mesmo dia ou, em caso de urgência, em apenas uma hora após a emissão do exame.
  • Com tecnologia de ponta, os laudos são mais precisos e rápidos dinamizando a tomada de decisão por parte da equipe médica.
  • Permite aos hospitais e clínicas terem um volume maior de pacientes sem prejudicar a entrega dos exames.
  • Moderniza os serviços prestados e garante um atendimento rápido e eficaz.
  • Disponibiliza equipes médicas em tempo integral com profissionais habilitados a laudar, remotamente, exames realizados a qualquer hora e lugar do país.
  • Acaba com a necessidade de um corpo clínico disponível apenas para laudar exames. Esses profissionais podem ser alocados para novos atendimentos, por exemplo.
  • Armazena as imagens e as informações dos exames e dos laudos em um ambiente seguro online. Esse é um recurso importante, uma vez que não é mais preciso ocupar o espaço físico com arquivos e pastas. Além disso, facilita a organização dos arquivos.
  • Junto com o prontuário eletrônico, é possível criar um banco de dados digital do paciente, tornando mais fácil o próximo atendimento.

telemedicina laudos online

Os benefícios, portanto, são muitos. O atendimento ganha agilidade e qualidade com a adoção da telemedicina e os gestores de saúde podem organizar melhor o trabalho nas clínicas e hospitais. Um exemplo, como falamos, é o melhor aproveitamento da equipe de saúde: o time de especialistas fica liberado da atividade de laudar exames e os técnicos e enfermeiros podem realizar eletrocardiograma (ECG), espirometria, eletroencefalograma, acuidade visual e Raios-X com maior precisão e melhor aproveitamento do tempo.

Com a integração direta com os aparelhos já possibilitada por alguns sistemas de telemedicina, as informações coletadas são enviadas diretamente à plataforma de laudos online, sem necessidade de upload e/ou digitalização manual. Com o envio automático, a equipe não perde tempo com a parte burocrática do processo e pode focar suas atenções na humanização do atendimento, além de minimizar o risco de falhas nos exames.

Sistemas mais modernos de telemedicina, que contam com Inteligência Artificial aplicada, também sinalizam praticamente em tempo real para as instituições de saúde se o exame captado tem a qualidade necessária para laudo. Caso não tenha, os técnicos de saúde e médicos recebem um alerta e conseguem repetir o exame, sem a necessidade de reconvocação de pacientes.


O uso da telemedicina no Brasil e no mundo

A implantação da telemedicina, incluindo não só os laudos online, mas também o monitoramento à distância e a teleassistência, vem expandindo no mundo na mesma velocidade em que avançam as tecnologias de comunicação. As redes mais robustas e rápidas tornam possível o processo remoto e garantem a qualidade do material recebido.

Segundo uma pesquisa realizada pela Harris County Medical Society (EUA), as principais motivações para adoção da telemedicina são a conveniência e o potencial de redução de custos. Esses benefícios foram apontados como vantagens por 59% e 40% dos entrevistados, respectivamente.

Nos Estados Unidos, um dos países mais avançados no uso da telemedicina, por exemplo, 45% dos hospitais usam essa tecnologia e sua incorporação cresce cerca de 3,5% por ano, como aponta um estudo da HMSS (Healthcare Information and Management Systems Society.

telemedicina no Brasil e no mundo

Por lá também foi criado em 2106 o primeiro hospital virtual, o Mercy Hospital Care Center, onde só há atendimento de forma remota, com uso da telemedicina. Além de atender pacientes que se sentem mal, como um pronto socorro virtual, o centro funciona 24 horas por dia e 7 dias por semana. Os profissionais de telemedicina também fazem o acompanhamento regular de pacientes diagnosticados com doenças crônicas.

No Brasil, o Hospital Israelita Albert Einstein (SP) oferece desde 2012 atendimento à distância que auxilia profissionais da saúde no diagnóstico e condução de protocolos de tratamento. Já o Hospital Alemão Oswaldo Cruz, em São Paulo, instalou recentemente, dois robôs de telepresença na Unidade de Terapia Intensiva. A novidade possibilita, agora, a interação entre médicos intensivistas e os médicos responsáveis por pacientes internados na UTI.

Por conta de sua grande extensão territorial e da dificuldade em chegar a comunidades mais isoladas, o Brasil é uma região com alto potencial para a telemedicina. Em todo o país, as principais instituições públicas e privadas já dispõem de unidades e núcleos especificamente voltados ao estudo e à aplicação da telemedicina. Há, inclusive, uma Rede Universitária de Telemedicina (RUTE) ligada ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, que conta com 131 unidades em operação no país.

Para saber mais sobre os benefícios da telemedicina para a administração hospitalar, assine a newsletter da Portal. Caso ainda tenha dúvidas, deixe um comentário ou entre em contato.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710