teste de acuidade visual

O teste de acuidade visual é a primeira avaliação para detectar problemas com a visão, especialmente o grau de aptidão do olho para discriminar a forma e o contorno dos objetos. Pode ser realizado em crianças e adultos e ajuda a identificar  e evitar o agravamento de problemas de visão.

O exame é simples e indolor, mas é preciso que alguns cuidados sejam tomados durante sua aplicação para que as marcações correspondam exatamente ao momento de falha da visão do paciente. Caso contrário, o laudo e, por consequência, o diagnóstico podem ser prejudicados.

Como o teste de acuidade visual também pode ser feito por técnicos de enfermagem e enfermeiros, este artigo traz pontos importantes da avaliação que precisam de maior atenção destes profissionais para que o repasse das informações seja preciso garantindo um laudo de qualidade.

Como realizar um bom teste de acuidade visual

teste de acuidade visual

A acuidade visual é medida mostrando ao paciente objetos de diferentes tamanhos a uma distância padrão do olho – seis metros. A tabela de Snellen, um quadro com letras ou símbolos de diferentes tamanhos organizados em fileiras e colunas, é a mais utilizada nesse exame.

A avaliação tem duração média de 15 minutos e pode ser realizada em uma sala normal de atendimento da clínica, desde que nela seja possível manter o paciente a seis metros da tabela de Snellen – essa à distância padrão para a leitura do quadro. Para saber mais detalhes da realização deste exame, leia também este outro artigo da Portal, sobre “O passo a passo do teste de acuidade visual via telemedicina”.

Para que o exame seja preciso, vale a pena que o técnico ou o enfermeiro estejam atentos a:

  • Qualidade da tabela de Snellen – a tabela com as letras, números e símbolos pode ser encontrada em diferentes formatos, como cartazes, quadro luminoso, projeções (feitas pelo optômetro, aparelho específico para o exame) e digitalizadas. No entanto, é preciso que todas as marcações feitas e que serão mostradas ao paciente, respeitem os padrões de tamanho e distância entre cada símbolo. A tabela também precisa ter qualidade de foco e não pode conter borrões ou falhas nos símbolos. Isto é imprescindível para saber se realmente há um problema na visão do paciente.

  • Posição e distância do paciente – a distância padrão entre o paciente e a tabela de leitura é de seis metros. Para que as marcações sejam precisas, ele precisa estar sentado a exatamente a essa distância e a tabela deve estar colocada na sua linha de visão – o paciente não deve precisar levantar ou abaixar a cabeça para a leitura.

  • Momento de falha da visão – no exame, será solicitado ao paciente que leia letras cada vez menores até queteste de acuidade visual não possa mais enxergar as letras com precisão. Cada linha da tabela corresponde a uma fração, que representa uma acuidade visual. Estas frações estão colocadas ao lado de cada linha de leitura da tabela, como pode ser visto na imagem ao lado. É importante que o técnico ou enfermeiro esteja atento ao exato momento em que o paciente apresentou problemas com a leitura, para precisar a sua acuidade visual. Por exemplo, uma acuidade visual de 20/100 significa que o olho testado vê a 20 metros de distância aquilo que um olho normal pode ver a 100 metros. A visão 20/20 é a considerada normal.

  • Preenchimento dos dadoso teste de acuidade visual pode ser feito de forma manual ou com auxílio de optômetros. Manualmente, é necessário que o avaliador registre (em papel ou em arquivos digitais) os dados do paciente e o momento de falha na visão. É a partir destes dados que será possível oferecer uma boa avaliação médica e um laudo condizente com a realidade daquele paciente, possibilitando um tratamento adequado.  Já quando for feito por meio de optômetros, é possível que o próprio aparelho registre os dados e salve-os de forma digital, se ligados a computadores ou outros dispositivos móveis.

 

Laudo remoto: quando a avaliação é feita via telemedicina

Vimos que um laudo preciso depende muito da correção dos registros feitos por técnicos e enfermeiros. Quando o exame é laudado via telemedicina, este cuidado também precisa ser tomado, porém a tecnologia pode ajudar a minimizar possíveis falhas.

A telemedicina é uma maneira de agilizar e também qualificar o procedimento e a entrega dos laudos de acuidade visual: o exame é realizado na clínica e o resultado é enviado via internet para que oftalmologistas possam laudar de forma remota. Todo o processo – legalizado mundialmente – é feito em um sistema apropriado e seguro de gerenciamento de informações e imagens, utilizando tecnologias de informação.

teste de acuidade visualDessa forma, se a clínica contar com um serviço de telemedicina, como o da Portal Telemedicina, o exame pode ser feito com o auxílio de optômetros, que capta o resultado da avaliação e o envia digitalmente para a equipe de médicos. Este processo evita erros no registro de informações e retrabalho. Com o aparelho conectado ao sistema, ainda é possível executar diversos testes com caracteres em sequências e cores variadas na escala Snellen.

Além de facilitar e agilizar o procedimento, a telemedicina também é muito útil na capacitação dos profissionais de saúde que irão realizar o teste de acuidade visual. Algumas empresas oferecem treinamento para que os técnicos e enfermeiros possam aprimorar sua habilidade na aplicação de alguns  exames e na integração do processo com laudos digitais, garantindo ainda mais qualidade nas informações captadas e enviadas, e por consequência, no laudo médico.

Gostou do conteúdo? O blog da Portal conta com uma série de artigos sobre a aplicação de exames e laudos online via telemedicina. Acesse e mantenha-se atualizado ou assine a newsletter no site para receber os conteúdos em seu email.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710