Toda clínica especializada em medicina do trabalho deve realizar diferentes modalidades de exames ocupacionais. Além das especialidades requeridas pela legislação, cada atividade trabalhista exige que os funcionários sejam submetidos a aplicação de exames específicos, de acordo com as condições laborais da empresa atendida.

Para atender diferentes demandas e aperfeiçoar os serviços prestados às empresas, as unidades de saúde devem apostar na ampliação das especialidades médicas atendidas e no investimento em tecnologia.

No entanto, antes de comprar novos equipamentos e contratar  profissionais, é indicado avaliar as necessidades da unidade, riscos e oportunidades. No artigo de hoje vamos abordar como você pode expandir os serviços prestados na sua clínica de saúde ocupacional.

Oportunidades


O investimento em novas modalidades de exames contribui para a expansão das clínicas de saúde ocupacional sendo uma excelente oportunidade de aumento de receita e conquista de novos mercados.

Telemedicina

Como alternativa à busca de profissionais para os laudos, o gestor da clínica pode optar pela contratação de serviços de telemedicina. Neles, o laudo é realizado à distância por médicos especialistas. Ela apresenta um custo-benefício muito superior à contratação dos profissionais para a clínica – afinal, com o laudo à distância, a entrega dos resultados fica mais rápida. A telemedicina pode atender a diferentes modalidades de exames, como eletrocardiograma (ECG), Espirometria, Raio-X, Tomografia, Mamografia, Acuidade Visual, Mapa, Holter, ressonâncias magnéticas e outros.

Locação de máquinas

A aquisição de máquinas para a realização de exames ocupacionais também deve ser avaliada, pois representa um alto investimento. Uma possibilidade mais viável é a locação das ferramentas, com tempos de contrato pré-acordados. Durante o período é possível mensurar a demanda de determinada modalidade: alguns exames podem ser mais requeridos do que outros, em função das empresas atendidas ou da região da clínica. Se a demanda estiver mais baixa do que o estimado, o gestor pode romper o contrato de aluguel, reduzindo o prejuízo (em relação à aquisição do equipamento).

– Aumento da Receita

Com a adoção de novas modalidades de exames, as unidades médicas passam a atender novas demandas que impactam diretamente na receita final da clínica. No caso das que usam telemedicina, o ganho é duplo. Elas podem expandir sua receita com mais especialidades e economizar recursos pela facilidade e rapidez dos laudos online. Profissionais que antes precisavam dedicar-se a trabalhos manuais (de armazenamento de exames, por exemplo) ganham  tempo.

– Possibilidade de parcerias

Com novas especialidades atendidas, as unidades de saúde podem estabelecer parcerias com empresas de médio e grande porte. Além de identificar as demandas das diferentes modalidades de exames ocupacionais, a parceria garante o atendimento e serviços constantes. Para isso, é necessário  investir nas modalidades requeridas pelas instituições. Nesses casos, é importante avaliar ainda as condições do ambiente e possíveis doenças que possam vir a ser desenvolvidas no local de trabalho, focando tanto na prevenção quanto no tratamento.

– Reconhecimento no mercado e pioneirismo

Buscar especialidades que não sejam oferecidas na sua região é uma boa estratégia para obter o reconhecimento do mercado. Além de apresentar um diferencial e atender uma nova demanda, a expansão de especialidades pode representar um marco na unidade, com a adoção de novas tecnologias para a realização de exames e acompanhamento dos pacientes. No artigo Como melhorar o atendimento com a ajuda da tecnologia, apresentamos algumas ferramentas, como o uso de dispositivos móveis e sistemas de gestão que facilitam as atividades desempenhadas nas unidades e ainda aperfeiçoam os serviços.

Riscos


Para aumentar o número de especialidades médicas atendidas e obter um diferencial diante do cenário de saúde ocupacional no Brasil, os profissionais das clínicas devem tomar cuidado com alguns riscos na expansão dos serviços.

– Aumento de custos:

O caminho tradicional para ampliar as modalidades clínicas e realizar diferentes tipos de exames ocupacionais é a contratação de diferentes especialistas e a aquisição ou locação de equipamentos. No entanto, nem sempre um alto investimento traz o retorno no tempo esperado e, a depender da demanda na sua clínica, pode acarretar em prejuízo.

– Questões legais

Ao expandir as modalidades de exames ocupacionais, é importante estar atento às legislações e portarias que dizem respeito aos direitos trabalhistas e também a forma de armazenamento dos arquivos gerados. No artigo Conheça as principais portarias e legislações sobre laudo ocupacional, apresentamos os exames admissionais, demissionais e de acompanhamento que são obrigatórios para os trabalhadores das empresas no Brasil. Tais exames devem ser oferecidos nas clínicas de saúde ocupacional, que precisam estar atentas às principais ocorrências, acidentes e doenças de trabalho registrados nas empresas atendidas.

– Armazenamento:

No artigo Por que o armazenamento de exames ainda é um desafio dentro das clínicas médicas? abordamos também alguns riscos do armazenamento incorreto dos documentos e arquivos dos pacientes. Com o acúmulo de exames, a longo prazo, a guarda física de papéis tem sido substituída pelo armazenamento digital, que também demanda cuidados com segurança. Os serviços prestados pela Portal Telemedicina, por exemplo, contam ainda com certificado de segurança e criptografia dos arquivos, permitindo o acesso ao conteúdo apenas de pessoas autorizadas.

Acompanhe a Portal Telemedicina e saiba mais sobre saúde e tecnologia! Deixe suas dúvidas e comentários!

Imagens
Diseñado por Freepik
Projetado pelo Freepik
Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710