eletroencefalograma com laudo

Alguns tipos de exames, como o eletroencefalograma com laudo, são bastante requisitados em clínicas médicas de todos os portes. O EEG, como é conhecido, é considerado um exame não invasivo, simples, indolor, sem contraindicações e que pode ser feito em qualquer idade. É também de extrema importância para detectar doenças e distúrbios cerebrais ou do sistema nervoso central e alterações vasculares que podem colocar o paciente em risco.

Com as inovações tecnológicas, o exame ganhou ainda mais importância. A qualidade das informações captadas tem ajudado no diagnóstico de diversos problemas cerebrais e também contribui para a aplicação de novas técnicas terapêuticas, melhorando a qualidade de vida dos pacientes.

Para que o eletroencefalograma com laudo seja eficaz e possibilite um correto tratamento da doença, é necessário alguns cuidados, desde o início do procedimento. Veja nesse artigo como é possível otimizar a avaliação e agilizar o diagnóstico e as vantagens de oferecer aos pacientes um exame com laudo de qualidade.

O que é eletroencefalograma com laudo

Eletroencefalograma é o teste que avalia a atividade elétrica do cérebro: pelos impulsos naturalmente gerados pelos neurônios é possível avaliar a normalidade (ou não) do ritmo e da intensidade da atividade cerebral.

Os impulsos elétricos do cérebro são amplificados, captados e registrados por meio de eletrodos, que os envia para o aparelho de EEG. O exame de eletroencefalograma é divido em três  categorias:

  • Eletroencefalograma clínico – principalmente para investigação de queixas relacionadas ao sistema nervoso central, como epilepsia e convulsões;
  • Eletroencefalograma ocupacional – para trabalhadores que irão assumir atividades de risco em empresas (motoristas, pilotos de aviões trabalhadores em altura);
  • Eletroencefalograma com mapeamento cerebral (quantitativo) – inclui o processamento computadorizado dos sinais elétricos do cérebro para investigação de doenças complexas e problemas neurológico. É mais preciso e com informações de imagem, que ‘desenham’ o local no cérebro atingido com as descargas irregulares.

Que doenças que detecta

eletroencefalograma com laudo

As principais anormalidades procuradas quando se solicita um eletroencefalograma com laudo são às associadas à epilepsia. Além do diagnóstico destas doenças, o exame também possibilita um acompanhamento posterior, avaliando a resposta ao tratamento e o controle após a retirada da medicação.

A avaliação ainda ajuda na investigação das condições neurológicas que precisam ser diferenciadas da epilepsia, na investigação de problemas na medula espinhal ou sistema nervoso no geral e de alguns distúrbios do sono, além de ser usada durante as cirurgias cerebrais ou enquanto o paciente estiver sob o efeito de anestesia. Algumas das doenças ou distúrbios identificados são:

  • Sangramento anormal (hemorragia)
  • Estrutura anormal no cérebro (como um tumor)
  • Morte de algum tecido que bloqueia o fluxo cerebral (pode ser causado por AVC)
  • Abuso de drogas ou álcool
  • Enxaqueca e outros tipos de cefaleia
  • Epilepsia
  • Distúrbios do sono (como narcolepsia)
  • Edema cerebral

Como é feito o exame

O EEG é realizado através da colocação de eletrodos no couro cabeludo fixados por uma pasta aderente e condutora que irá captar os sinais elétricos que constituem a atividade cerebral.

Geralmente o paciente estará acordado, sentado confortavelmente ou deitado (as posições são pré-definidas e seguem padrões internacionais). Ele deve ficar imóvel, relaxar o máximo que consiga e, se possível, durma.

eletroencefalograma com laudoInicialmente é feito um registro da atividade elétrica cerebral com o paciente acordado, mas também deve-se captar os sinais durante a sonolência e o sono – caso seja necessário, o sono será induzido com medicamentos. O registro em todos esses estados aumenta a possibilidade de detecção de anormalidades. O procedimento dura, em média, 30 minutos, mas pode chegar a 1 hora.

O aparelho de EEG é o responsável por captar as atividades elétricas do cérebro e amplificá-las, elaborando um gráfico das ondulações cerebrais. O aparelho pode ser analógico ou digital. Se for digital, facilita a realização do eletroencefalograma quantitativo, que usa tecnologia computadorizada e imagens para desenhar um mapa do cérebro e ampliar as possibilidades de diagnóstico.

Cuidados  durante o procedimento

O exame deve ser feito por um técnico ou enfermeiro especialista em EEG. A colocação dos eletrodos é primordial. São 23 deles, cada um com espaçamento específico do outro, e todos precisam ser colocados para a transmissão perfeita da atividade elétrica.

Além disso, o monitoramento das condições do paciente durante o procedimento bem como o correto registro de suas atividades anteriores, são imprescindíveis para uma boa captura das atividades elétricas e, por consequência, de um laudo com qualidade.

Antes de realizar o exame, o técnico ou enfermeiro precisa averiguar se o paciente:

  • Praticou atividade física de forma excessiva;
  • Ingeriu medicamentos (saber quais);
  • Fez jejum antes do teste;
  • Ingeriu alimentos ou bebidas com muita cafeína;
  • Tem alguma infecção no couro cabeludo.

Tudo isso pode interferir e até impedir a realização do procedimento e é de inteira responsabilidade do técnico ou enfermeiro que irá aplicar o exame buscar essas informações.

Como otimizar o exame e agilizar diagnósticos

Já vimos que o eletroencefalograma com laudo é um exame com uma certa complexidade. Por isso, requer cuidados e atenção da clínica com a aparelhagem e os profissionais que irão aplicá-lo.

Para otimizar os procedimentos e dar qualidade ao atendimento, as clínicas médicas já podem contar com algumas soluções inovadoras. Podemos citar a telemedicina com uma das mais importantes nesse quesito.

Laudos Online via Telemedicina

Pela tecnologia da telemedicina, as clínicas podem melhorar a realização dos procedimentos com equipamentos mais modernos e laudar remotamente. O exame é feito por técnicos e enfermeiros nas dependências da clínica e enviado pela internet – via serviço de telemedicina – para equipes de médicos especialistas, que analisam o resultado e retornam com o laudo completo, também de forma online.

eletroencefalograma com laudoNão é preciso contar com especialistas na clínica – o EEG é laudado por um neurologista, por exemplo – apenas para laudar os exames e há ainda um rápido retorno.  A Portal Telemedicina, por exemplo, entrega o laudo médico no mesmo dia ou em casos de urgência, em até 1 hora após o envio do resultado.

Além disso, algumas empresas, como a Portal, oferecem treinamento para os técnicos e enfermeiros aprimorarem a técnica na aplicação dos exames, garantindo ainda mais qualidade nas informações captadas e enviadas, e por consequência, no laudo médico.

Todo o processo de telemedicina é reconhecido e legalizado mundialmente e é feito em um sistema apropriado e seguro de gerenciamento de informações e imagens, utilizando tecnologias de informação.

Equipamentos de ponta

Os serviços de telemedicina conceituados no mercado recebem exames de todos os aparelhos de eletroencefalograma, tanto analógico quanto digitais. No entanto, os equipamentos mais modernos oferecem maior facilidade e podem enviar diretamente pela internet as imagens captadas para para a central de telemedicina.

Muitas empresas, como é o caso da Portal Telemedicina, oferecem às clínicas que adquirem seu serviço contratos de aluguel de 12, 24 e 36 meses para aparelhos de EEG digitais. Também há bonificações para compra ao final do contrato. Também é possível investir apenas em laudos online por demanda, em que a clínica paga apenas pela quantidade requisitada.

Vantagens

Ao contratar um serviço de telemedicina, as clínicas médicas podem diminuir os custos dos procedimentos, do processo para confecção dos laudos e do investimento em equipamentos. Além disso, os serviços e os atendimentos ganham em agilidade e qualidade, transformando-se em um diferencial competitivo em relação à concorrência. E como os laudos online são feitos com segurança e velocidade, há chance de atender mais pacientes.

eletroencefalograma com laudoOutra importante vantagem é o armazenamento das imagens e informações dos exames e dos laudos em um ambiente seguro online, atendendo a Resolução RDC/ANVISA n.º 302 da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), que define o armazenamento de laudos médicos por cinco anos, pelas unidades que realizam os procedimentos. Com isso, também não será mais preciso ocupar o espaço físico com arquivos e pastas – ficará mais fácil organizar e encontrar arquivos e pesquisar informações a qualquer momento.

Em resumo, podemos dizer que as vantagens do uso do sistema da telemedicina são:

  1. Otimização do trabalho
  2. Laudos com agilidade e qualidade
  3. Laudos feitos sob demanda
  4. Aluguel de equipamentos de ponta
  5. Proteção e organização de arquivos
  6. Mais facilidade para o atendimento dos pacientes
  7. Aumento no volume de atendimentos

Para saber mais sobre telemedicina e sua aplicação para o eletroencefalograma com laudo ou de outras especialidades, acompanhe as atualizações no blog da Portal Telemedicina ou entre em contato.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710