medicina-na-era-digital-o-futuro-da-saude

5/4/2019

Ao longo do Global Summit Telemedicine & Digital Health, o maior evento de saúde digital da América Latina, que ocorreu de 3 a 6 de abril de 2019, uma mensagem esteve presente ao longo de toda a programação: como a tecnologia é a grande aliada dos profissionais da saúde no cuidado ao paciente e no avanço da Saúde.

Tobias Zoebel, da Erlanger University, comentou em sua palestra nesta sexta-feira que cerca de 80% dos casos que chegam à Emergência de clínicas e hospitais do Brasil não são efetivamente casos emergências. “Neste cenário, as novas tecnologias são fundamentais para o avanço da Medicina na Era Digital. “Imagine o quanto a adoção de um suporte digital anterior ou a comunicação automatizada podem reduzir os custos com a saúde”, afirma.

Paciente no centro da Medicina na Era Digital

Os benefícios da Telemedicina para clínicas e hospitais são muitos e o paciente é colocado como figura central na adoção de novas tecnologias. Rafael Figueroa, CEO e Cofundador da Portal Telemedicina, compartilhou o case da empresa em melhorar o acesso a médicos especialistas, principalmente para pacientes de clínicas e hospitais de regiões remotas.

congresso-tecnologia-na-saude

De acordo com Figueroa, aliar alta tecnologia e medicina é fundamental para avançar no cuidado ao paciente e também a reduzir os altos custos com a saúde. “Com apoio de Inteligência Artificial conseguimos automatizar processos dando ao profissional de saúde mais tempo para cuidar de quem mais importa neste processo: o paciente”, defende.

Com apoio de Inteligência Artificial conseguimos automatizar processos dando ao profissional de saúde mais tempo para cuidar de quem mais importa neste processo: o paciente.

Para Luis Lapão, da Universidade Nova de Lisboa, Portugal, também é importante engajar as equipes internas na Transformação Digital, com uma boa gestão de pessoas e treinamento dos profissionais da saúde para poder inovar.

“É um fato que as novas tecnologias já estão mudando a forma como as coisas são feitas e temos que estar preparados para este novo cenário. Acredito que a transformação digital na saúde só será eficaz quando a fizermos através das pessoas”, diz. Para ele, essa mudança só será efetiva se for encarada em três pilares: incorporação de novas tecnologias digitais, processos clínicos e treinamento de profissionais. Muitos profissionais querem modernizar clínicas e hospitais, mas não sabem por onde começar. Lapão sugere o passo a passo:

  1. Definir um profissional capacitado (ou uma equipe) na clínica ou hospital para fazer a transformação digital na clínica;
  2. Realizar um plano de negócios para implementar novas tecnologias e trazer valor e seriedade ao projeto;
  3. Implementar a gestão da mudança e treinamento do time para prepará-los para a mudança digital;
  4. Analisar resultados e validar objetivamente a adoção das novas tecnologias.

Habilidades do “Médico Virtualista”

Carlos Pedrotti, médico do Hospital Israelita Albert Einstein, destacou no painel  “O médico virtualista: habilidades necessárias para a Nova Era da Medicina” no primeiro dia de evento a importância da Telemedicina ser encarada não como especialidade médica, mas sim como uma habilidade a ser desenvolvida e incorporada em todas as especialidades.

“Nossa impressao sincera é que a telemedicina estará aplicada a todas as especialidades. Penso que no curto e médio prazo todas elas conseguirão usufruir dessa vantagem, uma ferramenta de apoio para todos os médicos. O que precisamos é de treinamento e entendimento dos seus benefícios”, defende. Para tanto, Pedrotti destaca as principais habilidades do médico virtualista:

  • Habilidade na informatica
  • Lidar com Suporte Técnico
  • Usar adequadamente a teleconferência
  • Entender as limitações do método.

Defesa da Regulamentação da Telemedicina

Em coletiva de imprensa no Global Summit Telemedicine & Digital Health, nesta quinta-feira (4/4), os integrantes da Associação Paulista de Telemedicina (APM) enfatizaram a importância da regulamentação da prática da Telemedicina no Brasil. “A APM tem o entendimento de que é urgente normatizar a Telemedicina no Brasil, já que hoje, as regras válidas datam de 2002, ou seja, um grande vácuo, se considerada a velocidade dos avanços das tecnologias em Saúde e da própria Medicina”, enfatizam no evento.

Para defender tal ponto, a Associação divulgou uma pesquisa inédita, realizada entre 15 e 25 de março de 2019. O intuito do levantamento, com 1.614 entrevistados, foi compreender melhor como os médicos paulistas reagiram após o Conselho Federal de Medicina (CFM) publicar, em 7 de fevereiro, a Resolução no 2.227/2018, que definia e disciplinava a Telemedicina, e revogá-la no dia 22 do mesmo mês. Confira algumas conclusões divulgadas:

  • 98,7% dos médicos concordam que as soluções digitais trazem avanços para o atendimento aos pacientes;
  • Seja para observação dos pacientes ou para otimizar as consultas, os médicos do estado de São Paulo têm as novas tecnologias incorporadas ao seu dia a dia. Hoje, são 82,65% os que registram usá-las em seus consultórios, clínicas ou hospitais;
  • 50,74% são favoráveis à prescrição eletrônica, após consulta presencial, enquanto 49,26% se manifestam contrariamente.
  • Por outro lado, 45,04% concordam com consultas a distância, após uma presencial, e 54,96% não;
  • 83,89% os que acreditam que os aparelhos celulares serão capazes de funcionar como guardiões da saúde, possibilitando que as pessoas monitorem certos aspectos da saúde em suas próprias casas.
  • Também é expressivo, 84,57%, o grupo favorável a que as informações de saúde dos cidadãos sejam disponibilizadas em nuvem digital, com proteção de dados, mas acessíveis aos médicos.
  • 93,68% entendem que o compartilhamento de informações pode ser benéfico aos profissionais, aos pacientes e ao sistema.

A Portal Telemedicina, empresa brasileira de tecnologia na saúde que utiliza integrações e inteligência artificial para acelerar o processo de diagnóstico, é uma das patrocinadoras oficiais do Global Summit Telemedicine & Digital Health. De 3 a 6 de abril de 2019, o Transamerica Expo Center, localizado em São Paulo, servirá de palco para o evento internacional, inédito no país, idealizado pela Associação Paulista de Medicina (APM).

Durante os quatro dias, o evento reúne as principais referências mundiais nesta área do conhecimento, com uma programação que prevê mais de 70 horas de conferências e fóruns com foco em conteúdo, negócios e inovações. Dentre os key-speakers destaca-se Rafael Figueroa, CEO da Portal Telemedicina, que foi convidado a palestrar no painel “Telessaúde e Inovação: o Que Podemos Esperar?“, no dia 5 de abril, a partir das 14h. No dia anterior, 4 de abril, a partir das 13h40min, Rafael abordou como a Inteligência Artificial Empodera Médicos na Telemedicina, no espaço Hub Tech, com plateia lotada.

Write a comment:

*

Your email address will not be published.

2016 © Copyright - Portal Telemedicina Por Vitalweb

Entre em contato TEL: (11)2538-1455 | (11)2476-5710